Arquivos da Categoria: Artigos

18.07.13 Rendimento da Poupança chegou a 6,24% ao ano!

Brasil – O rendimento da poupança chegou a 6,24% ao ano na terça-feira dia 16, informou o Banco Central do Brasil. A composição é de 0,0229% de remuneração básica, dada pela Taxa Referencial (TR) e 0,4828% de remuneração adicional, o que totalizou 0,5058% ao mês ou 6,24% ao ano. O aumento foi possível depois que o Comitê de Política Monetária (COPOM), decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic que passou de 8,00% para 8,50% ao ano, sem viés com o objetivo de colocar a inflação em declínio.

De acordo com a legislação atual (*), a remuneração dos depósitos de poupança é composta de duas parcelas:

I – a remuneração básica, dada pela Taxa Referencial – TR, e

II – a remuneração adicional, correspondente a:

a) 0,5% ao mês, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for superior a 8,5%; ou

b) 70% da meta da taxa Selic ao ano, mensalizada, vigente na data de início do período de rendimento, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for igual ou inferior a 8,5%.

A remuneração dos depósitos de poupança é calculada sobre o menor saldo de cada período de rendimento. O período de rendimento é o mês corrido, a partir da data de aniversário da conta de depósito de poupança, para os depósitos de pessoas físicas e de entidades sem fins lucrativos. Para os demais depósitos, o período de rendimento é o trimestre corrido, também contado a partir da data de aniversário da conta.

A data de aniversário da conta de depósito de poupança é o dia do mês de sua abertura. Considera-se a data de aniversário das contas abertas nos dias 29, 30 e 31 como o dia 1° do mês seguinte.

A remuneração dos depósitos de poupança é creditada ao final de cada período de rendimento, ou seja:

I – mensalmente, na data de aniversário da conta, para os depósitos de pessoa física e de entidades sem fins lucrativos; e

II – trimestralmente, na data de aniversário no último mês do trimestre, para os demais depósitos.

12.09.12 DowJones ameaça romper resistência dos 13.300 pontos!

finance exchange market money

EUA – O índice de referência para todas as bolsas mundiais, o Dow Jones, está AMEAÇANDO romper a importante resistência no nível 13.300 pontos. Depois de ter atingido a máxima em 2007, (14.198,10 pontos) o índice despencou ao romper da crise, agora depois de 5 anos, o índice teste esse nível de preço. Ontem dia 11, após chegar a máxima de 13.354 pontos, o índice voltou e fechou em 13.323 pontos. Para ser considerado um rompimento, o índice terá que após romper, confirmar o rompimento permanecendo acima desse nível. No dia 01.05.12, houve uma tentativa e o índice bateu 13.338 pontos mas não foi sustentável. Com as notícias da aprovação do Fundo Europeu pela corte alemã é bem provável que haja o rompimento, mas a sustentabilidade dependerá de outros fatores político-econômicos. Para saber se o rompimento será sustentável somente com o passar dos dias. (João Santos/UP).

Como guardar dinheiro: 5 Passos para conseguir poupar

Poupar: Ajuntar por economia, gastar com reserva. Essa é a definição que o dicionário traz, e a prática não é muito diferente disso.

Um dos grandes enigmas para o brasileiro é como guardar dinheiro, e embora seja ainda um grande impasse em nossa sociedade, trata-se de algo fundamental para uma vida financeira saudável. A chave para conseguir guardar dinheiro e assim conseguir um aumento no patrimônio pessoal e gerar reservas financeiras é estar disposto a viver a vida financeira controladamente. Isso não significa uma vida “engessada”, mas ter foco no sucesso financeiro.

Para facilitar esse caminho, seguimos abaixo com “5 passos para guardar dinheiro”.

1)     Faça um orçamento

educação financeira finanças pessoais como guardar dinheiroSaber para onde está indo o seu dinheiro é primordial. Para poupar, é necessário conhecer exatamente onde o dinheiro está sendo gasto, todo ele, desde água, luz e telefone, até o Halls comprado na padaria. Esses pequenos detalhes dirão no final do mês os lugares onde o dinheiro ficou “escondido”. Não dispense o uso de uma planilha de apoio, isso o ajudará manter um controle sobre os gastos.

Com seu orçamento em mãos, você poderá analisar com segurança, o quanto consegue guardar por mês, onde está gastando demais, e quais gastos podem ser cortados. Esforços podem ser necessários, mas veja isso como um investimento em sua vida.

2)     Estabeleça metas

escolha metas atingir objetivos alcançar sucesso guardar dinheiro pouparAs metas são um ânimo a mais para poupar. Tenha metas de curto, médio e longo prazo, como a compra de um Celular para o curto prazo, uma viagem, para o médio prazo, e um plano de aposentadoria, para o longo prazo. Ter claros os objetivos a serem alcançados o ajudará a se organizar, e montar um planilhamento de quanto guardar por mês. Vamos a um exemplo:

Uma família que ganha líquido R$ 1.400,00/mês. Segundo alguns especialistas, o percentual adequado para se poupar está entre 8% e 15% do salário líquido. Logo, nessa situação entre R$ 112,00 e R$210,00. Suponhamos que essa família consiga poupar os R$ 210,00/mês, então, esse dinheiro entrará na poupança todos os meses, mas para quê exatamente?

Uma opção de divisão:

R$ 100,00 – Plano de Longo Prazo.

R$ 60,00 – Plano de Médio Prazo.

R$ 50,00 – Plano de Curto Prazo.

No caso das metas de longo prazo, como aposentadoria, é necessário fazer um planejamento um pouco mais específico, sabendo o quanto deseja receber para viver confortavelmente na aposentadoria e quanto tempo (Anos) tem disponível para poupar. Analise opções de investimentos, para que seu dinheiro possa ser, alem de poupado, acrescido. Nota: Para todos os tipos de investimentos, tome ciência dos riscos agregados.

3)     Liquide todas as suas dívidas pendentes

Dívidas: Se possível, livre-se delas! Juros correntes são seus inimigos, não subestime-os. Juros podem te fazer perder um bom tempo de planejamento e até o adiamento de seus objetivos, principalmente se estivermos falando em Cartão de Crédito e Cheque Especial. Negocie suas dívidas, você já tem em mãos um orçamento e sabe quanto pode dedicar a esse tipo de dívida. Faça parcelamentos, opte por parcelas que você consiga pagar, e não seja necessária uma interrupção.

4)     Corte as despesas

dinheiro cédula moeda gastar pouparNos primeiros meses de seu controle, ficará fácil observar em quais lugares o dinheiro este “ficando”. Corte o supérfluo, o desnecessário, reduza onde for possível. Você irá criar o hábito de controlar as coisas. É importante também não exagerar: gastos com Educação e Saúde estão fora de questão, são áreas muito importantes e negligenciá-los trará com certeza problemas futuros, onde os gastos podem ser muito maiores. Nota: Cortar despesas e gastos não significa deixar de ter uma vida social e momentos de lazer, muito pelo contrário, eles são importantíssimos para que você nãos e sinta refém de seu objetivo. O controle é seu. Você sabe exatamente o mês em que uma pizza vai bem, quando um churrasco é possível, e quando for, faça-o, apenas não deixe de priorizar o planejamento e nunca, NUNCA retire o dinheiro destinado às poupanças, aplicações e/ou investimentos para realizar algo dessa natureza.

Aquelas dicas de banhos rápidos, lavar o carro com baldes de água ao invés de mangueira, fazer saídas próximas a pé ao invés de usar o carro ajudam muito nessa etapa e podem trazer resultados consideráveis.

5)     Administre as situações adversas

Ao longo do tempo, podem aparecer imprevistos do tipo que desestabilizam todo um plano de metas, e é importante ter consciência das prioridades. Visualize seus objetivos, caminhe em direção a ele, busque alternativas, e nos momentos em que for necessário um replanejamento, replaneje, mas não deixe de poupar, não deixe de guardar não deixe de ter sonhos e metas. Com o dia-a-dia despertará em você o tino de Administrar.

Dicas Importantes:

Não espere receber aumento para começar a poupar: Adapte o seu salário; isso está dentro da sua capacidade e será possível com um pouco de planejamento e um plano de metas que deverão ser seguidas.

Dinheiro inesperado: Se você recebeu algum dinheiro que não estava esperando, guarde uma parte dele. Valores poupados acima do que foi estabelecido inicialmente alavancarão seu capital, e potencializará a realização de seus objetivos.

Sobrou dinheiro, o que fazer? Que tal um lanche? Ou uma camiseta nova! Não viva em torno de guardar dinheiro. Viva, realize, faça, apenas não deixe de poupar!

04.07.12 Entenda as principais diferenças entre União Européia e a Zona do Euro


União Européia – União política e econômica formada por 27 países (maioria são paises europeus) que compartilham de um mercado comum, possibilitando a circulação livre de pessoas, bens, serviços e capitais.

 

união eurpéiaZona do Euro – União monetária formada por 17 países membros da União Européia que adotaram o Euro como moeda comum. (Reino Unido não faz parte da zona do euro e continua a utilizar a libra)

Espaço Schengen – Acordo assumido por aproximadamente 30 países que permitem a livre circulação de pessoas entre suas fronteiras. O acordo recebeu esse nome porque há uma localidade denominada Schengen próximo à França e a Luxemburgo onde a livre circulação de pessoas já era permitida. Note que embora o Reino Unido participe da União Européia, não participa da zona do euro e nem é signatário do acordo de Schengen.

Cálculo para a caderneta de poupança!

O Banco Central do Brasil divulgou a formula de cálculo da remuneração da poupança, em consonância com o disposto na Medida Provisória nº 567, de 3 de maio de 2012. Para depósitos realizados hoje, 31 de maio de 2012, a taxa de remuneração da poupança será 0,4828% ao mês + Taxa Referencial (TR).

RA =100 x { [1+(0,7 x MS) ]¹/¹² -1 }

RA = percentual de remuneração adicional dos depósitos de poupança, ao mês, para metas da taxa Selic iguais ou inferiores a 8,5% a.a. (oito inteiros e cinco décimos por cento ao ano); e

MS = meta da taxa Selic, ao ano, vigente na data de início do período de rendimento; (não esquecer de dividir por 100)

Exemplo para a SELIC a 8,5%
RA = 100 x { [ 1 + (0,7 x 0,085 ) ]¹/¹² -1 } = 0,4828

Brasil pronto para produzir Terras Raras

Depois que a China anunciou a racionalização da quantidade de Terras Raras, disponível para   exportação, os EUA, Japão e a União Européia reclamaram formalmente junto a Organização Mundial do Comércio. A China por sua vez alegou que a extração dos 17 elementos metálicos classificados como Terras Raras, causam poluição e o Departamento de Meio Ambiente chinês está monitorando o cumprimento da legislação. Por esse motivo foram alocados um total de 25.000 toneladas em 2011 e um pouco mais que 30.000 toneladas para 2012. Acontece que isso parece significar um limite na capacidade produtiva dos concorrentes, daí a reclamação. Os elementos considerados Terras Rara são utilizados na fabricação de telefones celulares, LCD, luminárias entre outros. São abundantes mas o processo de extração é muito complexo.

No Brasil, a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) anunciou oficialmente que está iniciando a exploração de Terras Raras em Araxá, MG. Conforme declarou o presidente da empresa, Tadeu Carneiro, já era de conhecimento, a existência de Terras Raras no minério explodado pela CBMM. Segundo o presidente, a partir de 1,5 ano de pesquisas, foi possível desenvolver uma tecnologia para extração. A previsão é de que a empresa produza de 1000 a 3000 toneladas dos metais em Araxá. O interessante na extração proposta pela CBMM é de que as Terras Raras serão um sub-produto da extração do Nióbio, o que teoricamente reduz o impacto ambiental.

Devido a alta procura e baixa oferta, os preços de Terras Raras têm aumentado exponencialmente, mas com o aumento da oferta o produto deverá ser barateado. Pelo jeito a estratégia dos EUA, do Japão e da União Européia para barateamento e para aumento da disponibilidade do produto deverá funcionar.